Compartilhe:

É impressionante o número de pessoas, entre elas amigos e colegas que estão pensando em mudar de área de atuação profissional, mesmo após alguns anos de  trabalho. As razões  que o motivam são diversas, desde a busca por uma melhor qualidade de vida, mais tempo com a família, até o desejo de alcançar uma maior satisfação profissional através de uma atuação em uma área totalmente diferente da formação inicial ou da experiência.

Algumas vezes, este desejo  de mudança,  aparece pouco definido em nossa consciência, dando lugar a um sentimento geral de insatisfação com a carreira, com o futuro, enfim, com própria vida. Alguns de nós sentem-se desmotivados com a situação em que nos encontramos, porém fica muito difícil definir que caminho seguir em busca de maior satisfação.

O interessante na tentativa de facilitar este caminho, seria definir qual sua marca pessoal ou mais especificamente, qual o seu propósito? Assim como uma empresa possui seu branding, que pode ser conceituado como o conjunto de imagens ( logotipo, cores, valor econômico) e idéias que representam um produto ou um serviço e identificam a marca perante seu mercado e seus consumidores, cabe pensar em qual seria o seu branding pessoal, o o que  te diferencia da multidão?

De acordo com Jaime Troiano, pioneiro na área de branding no Brasil, o propósito é uma das ferramentas de branding de maior relevância para uma empresa,  que  pode torná-la imune aos esforços de cópias dos rivais, pois emerge de características únicas da alma de uma organização.

Isto acontece, porque o propósito de uma organização, nasce a partir de experiências pessoais de seus fundadores, seus valores e  seus sonhos que definem o ideal de uma empresa e sendo assim, não pode ser imitado, pois é único.

Pensando por aí, podemos ter uma pista de como buscar um  caminho que esteja em total alinhamento com os seus valores e sonhos. Há algumas perguntas capazes de nos auxiliar na definição deste caminho:

1) Quais as áreas de atuação que mais me identifico? Em um nível bem amplo, podemos pensar desta forma: Tenho facilidade em  escrever? Tenho afinidades com áreas relacionadas a cálculos, por exemplo? Curto realizar planejamento ou sou melhor executando?


2)  Aonde estão os meus talentos? O que eu faço bem? Se dinheiro não fosse importante, o que eu faria de graça? Onde as pessoas de meu convívio dizem que estão os meus talentos?

3) Quem são as pessoas que eu admiro? Quais as características que elas possuem que eu gostaria de incorporar na minha gestão profissional ? E na minha vida pessoal?


4) Quais os valores que pretendo difundir? Como espero que as pessoas me reconheçam?

5) Qual a herança que eu gostaria de deixar para as pessoas que eu amo? Como eu gostaria que se lembrassem de mim? 

Responder  a estas questões, torna-se um primeiro passo na tentativa de delinear um  novo caminho, muito mais alinhado com o seu propósito de vida, já que  considerará suas habilidades e seus valores de modo mais genuíno.  

Após delinear o novo caminho,  é primordial lembrar-se de manter o alinhamento de propósito em todas as áreas de sua vida.  É fácil entender a importância disso, quando sabemos que apresentar  imagens difusas ou contrastantes é motivo suficiente  para  comprometer a  identidade de uma marca abalando a sua confiabilidade. Nada mais prejudicial para um negócio, do que uma empresa que não tem claro para si e para os outros qual seu propósito e como fará para atingir tais objetivos.

 Assim,  pressupõe- se que os valores apregoados por uma Instituição, seja eles quais forem,   nasceram a partir dos propósitos  de seus  fundadores e são são seguidos por  eles, dentro e fora de uma empresa,  garantindo a   coerência  e sustentabilidade de uma marca. 

Pensando desta forma, pode-se construir novas possibilidades de atuação no mesmo segmento ou em outro ramos de negócio de modo muito mais satisfatório, a medida em que respeitamos nossos valores e perseguimos nossos sonhos, atuamos de modo criativo e único, já que passamos a desenvolver algo impossível de ser copiado.


Compartilhe: